Poesia · Um Ponto de Convergência

Rabiscos…17 – Frag(mo)mento no metrô

Poucas pessoas de pé, Muitas sentadas Muito sono, pouco barulho Muito bocejo – meu também Uma mulher de boca roxa funga na minha frente e eu só consigo pensar “É gripe? Benegripe!” A moça do alto falante fala sozinha, ninguém ouve Flor no Vestido Calça de Couro A estação Fradique chegou e ainda está tão… Continuar lendo Rabiscos…17 – Frag(mo)mento no metrô