Um Ponto de Convergência · Vai se fuder!

Eu não quero embrutecer…

“eu não quero embrutecer. tudo caminha pra isso, mas eu não quero embrutecer. quero poder olhar com amor para quem discorda de mim. quero poder olhar com com honestidade para quem me ofendeu. quero poder ajudar a construir algo mais justo. quero preservar uma certa inocência sonhadora. quero me desconstruir, quero ser uma pessoa melhor. eu quero as condições ideias para o amor. quero acreditar ser possível.”

(Herácliton Caleb)

Eu não quero embrutecer…

“Dói demais saber que você vive num mundo, num país onde 30 caras estupram uma menina e ainda se vangloriam por isso, publicando na internet um crime tão sórdido.”

São notícias como esta que estão circulando por aí o TEMPO TODO:

‘Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim’, diz menina que sofreu estupro coletivo
Vítima de estupro coletivo em Bom Jesus permanece em coma induzido
Padrasto é flagrado pela Polícia tentando estuprar enteada de 14 anos
Juiz de Bom Jesus determina a soltura dos 4 menores suspeitos de estupro
ONU Mulheres divulga nota e condena estupro coletivo no Piauí
Em entrevista, suspeito de estupro em Castelo fala sobre crime e acusa policial
Polícia divulga foto do suspeito de estupro que matou jovem e atacou mãe da vítima
Juiz de Bom Jesus determina a soltura dos 4 menores suspeitos de estupro coletivo
Garota estuprada diz que tinha amizade com agressores e que desmaiou durante crime
Homem é preso suspeito de estuprar menina de 1 ano em Timon
Mãe que viu filha ser estuprada ainda não sabe sobre morte, diz delegado
Jovem é estuprada e morta; mãe é ferida ao tentar proteger a filha
Ex-prefeito acusado de pedofilia é preso em Minas Gerais
Homofobia: piauiense é sequestrado, agredido e estuprado em Pernambuco

“(…) Não é dor de mimimi, nem dor de corte, nem dor de garganta. É dor de ser humano, é dor de bicho e dor de planta.
É aquela dor que não se cura com um abraço, nem com remédio tarja preta.
É dor mesmo de luto.(…)”

Só por ser mulher você corre risco de ser atacada e estuprada? Não! Só por ser um ser humano.

Afinal de contas, hoje em dia as pessoas não são mais humanas nem com os próprios seres humanos. Sabe aquela história de “Amar o próximo”? Onde foi parar?

“(…) Talvez um pouco da esperança tenha me escorrido pelos pés, ralo abaixo. Talvez tenha sido a fé no ser humano que tenha evaporado pelas lágrimas escorridas. Talvez seja o ódio que corroeu e me cegou por instantes.(…)”

E além da brutalidade, da violência, da falta de humanismo que regam esses crimes, pessoas que não têm mais o que fazer, saem por aí disseminando imagens, vídeos de estupros como se fosse divertido!

NÃO É DIVERTIDO! NÃO É!

Temos que nos defender o tempo todo porque o ser humano não sabe simplesmente viver e deixar os outros viverem em PAZ! Quem que deu o direito de VOCÊ estuprador-ridículo-imbecil-desumano invadir o corpo de OUTRA PESSOA???

QUEM TE DEU ESSE DIREITO?

E você que fica aí compartilhando foto de pessoas sendo abusadas, deu muitas gargalhadas? Riu o suficiente? Que bom pra você! Pois a pessoa que estava nas imagens pode estar agora com medo de sair de casa, com medo de que outra pessoa chegue perto, pode estar em COMA, ou pode estar MORTA! Satisfeito?

Jovem que divulgou estupro coletivo se defende: ‘Não sabia’

Ah é! Ele não sabia que era estupro de menor. Porque se fosse uma pessoa adulta tudo bem. Se fosse sexo consensual, tudo bem. NÃO É ‘TUDO BEM’!

O corpo não é seu, a foto não é sua, então não compartilha imbecil!

VIU COMO É SIMPLES!?!

Ah e as pessoas “famosas”? Ah essas recebem muitas defesas do público e até mesmo de colegas de trabalho. Deixa eu só destacar uma coisa: O CRIME NÃO É MENOR SÓ PORQUE VOCÊ APARACEU NA TV! Entendido? Obrigada!

Ex-BBB é preso suspeito de estuprar adolescente

“(…)Pois minha dor estou transformando em palavras. Palavras de desabafo e palavras de denúncia.”

Minha amiga Priscila Harder diz em seu perfil no Facebook que todos somos culpados e eu concordo plenamente com ela. Vamos parar um minuto pra pensar: quantas vezes você já pensou, disse ou ouviu (e concordou) com essas frases?

  • “Fecha as pernas que você é mocinha e vão ficar te olhando!”
  • “Olha lá, que vagabunda! Pra quê andar com esse shortinho?”
  • “Tá grávida? É menino? Nossa vai ser o garanhão da família!”
  • “Olha, o único menino que nasce junto com tantas primas meninas! Vai namorar todas!”
  • “Não vai sair agora, é muito tarde pra uma mulher!”
  • “Vai sair sozinha? Nossa, mas é uma perdida mesmo hein?”
  • “Você não é casada ainda? Deve estar dando mais do que chuchu no pé!”
  • “Olha lá, tá pedindo pra ser estuprada!”
  • “O que? mexeram com você ali naquela obra? Também, pra quê sair tão arrumada?”

E aí? identificou alguma? Pois é… a culpa também é sua.

E infelizmente – ou felizmente –  a mudança tem que começar de você, de mim, de nós! Da educação que damos aos nossos filhos, de como tratamos as pessoas – homens, mulheres, crianças, cisgêneros, transgêneros, agêneros, não importa! Ensinem as pessoas ao seu redor a respeitar todas as pessoas, TODAS!

Já é muito claro que não há um manual para fugir das violências. Você pode ser legal, chato, gordo, magro, negro, branco, asiático, não importa idade, altura, se é de noite, se é de dia, se está no meio de desconhecidos ou entre familiares…

Eu quase fui abusada por um primo, na casa da minha tia (e vizinha), durante o dia, quando tinha uns oito anos e eu nem sabia o que era abuso.

Conheço pessoas que foram abusadas pelo padrasto e pelo pai, e hoje tentam abafar o caso e fingir que nada aconteceu. Sinto muito informar que estas são imagens que não saem nunca mais das nossas cabeças. É pra sempre! Vocês têm noção disso?

Então quero finalizar com a mesma frase que a Priscila finalizou:

“Parem de ser babacas!”

Anúncios

Um comentário em “Eu não quero embrutecer…

  1. Somos um País distante.
    Distante da ética, da coerência e humanismo.
    Somos um país distante.
    Distante da Educação, da cultura e da solidariedade.
    Somos um País distante.
    Distante do bom senso, do equilíbrio e da afetividade.
    Somos um País distante.
    Porém, muito próximo do machismo, da intolerância e inverdades.
    #infelizmente

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s