Poesia

Solidão

Quero experimentar a solidão
De verdade dessa vez
Aquela solidão dos bebês, sabe?
Que não têm obrigações
e que são livres de pré-conceitos
que estão na descoberta
de si e do mundo.
Seres que têm tempo,
que vivem do ócio,
que riem e choram
e até se mijam nas calças.

Anúncios

Um comentário em “Solidão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s